Seu médico te apalpa o suficiente? Exames de check up.

Exames de check up deveriam ser feitos por todo mundo desde sempre, mas quando você tem menos de 20 anos é difícil pensar nisso. Ainda que haja pessoas jovens que sofrem ou morrem de cânceres e outras doenças diversas.

Depois dos 35 é mais comum que se entre na rotina. Se você tem um plano de saúde, não há desculpa para não passar por check up anual. E se você não tem um plano de saúde, contrate. Um motorista de Uber cuja noiva trabalha no Hospital das Clínicas me disse que dá pra encontrar planos a partir de R$ 200. Ele estava me contando isso porque falávamos do Brasil, o quanto a gente é roubado e tem que pagar tudo pelo menos duas vezes, que a gente paga impostos pra ter atendimento de saúde, mas também tem que contratar um plano de saúde particular (antes ele falava de um possível novo imposto pra carros. Não basta o IPVA e os pedágios). Que ele tinha saído da Caoa, não tinha mais plano médico, e não queria ter que pagar R$ 300 por mês pra ter, mas que a noiva dele ficava dizendo que era absurdo ele não ter, e que havia planos a partir de R$ 200. Num momento da conversa falei “o que sua noiva se preocupa é pro caso de você ter algum problema que se depender do SUS vai levar meses pra conseguir uma consulta ou um exame, e se você tiver que pagar particular vai sair muito caro”, “é, eu sei… acho que vou acabar fazendo, só pra ela parar de me encher o saco. Porque se acontecer alguma coisa comigo, vou ter que ouvir muito”.

Não importa o motivo, faça. Cuide de você. Qualquer possível câncer ou outro problema é muito mais fácil de tratar se é descoberto no começo. Em alguns casos pode ser a diferença entre ter que extrair um pedaço de você, o tamanho do pedaço que vão ter que cortar, ou mesmo a diferença entre viver ou morrer.

Exames de sangue (colesterol, diabetes, triglicérides, tireoide, funções renais etc), exame de esteira, ultrassom abdominal, pélvico, e pras mulheres o endovaginal também chamado de transvaginal. Não se impressione, as mulheres têm vários exames ruins, enfiar o negócio do ultrassom é bem tranquilo comparado com aquele em que você tem que aparar os pelos, bem rente, mas sem usar lâmina, daí enfiam um dilatador de plástico e depois pingam iodo – que arde. Pra poder fotografar, buscar indícios de câncer de colo do útero. Na mamografia você passa por uma sessão medieval de prensamento dos seios. Um dos ultrassons você precisa fazer com a bexiga bem cheia. Você fica de jejum, acorda, toma um montão de água, vai pro laboratório, espera sua vez. Parece chato? Chato mesmo é ter câncer, então tudo isso você se resigna e faz.

Se você não tem um parceiro fixo há vários anos, em quem confia 100%, sempre que fizer os exames de sangue também precisa pedir os exames de DST. Na primeira vez que fui na minha nova ginecologista (estou com ela há uns 3 anos), ela achou melhor pedir tudo.

Ela também pediu a vacinação pra Hepatite B.  Parece que no geral o que se recomenda pra adultos até 59 anos é ter vacinado contra Hepatite B, Difteria e Tétano, Febre Amarela. E se você não teve as doenças da infância (caxumba, rubéola, sarampo) também precisa vacinar.

Tem que ir a um dermatologista todos os anos. Pra cuidar da pele, mas também pra ele ver se há alguma mancha suspeita em você. Pintas ou manchas anormais podem ser indícios de câncer de pele.

A partir dos 40, ou se você passou por algum processo de emagrecer bastante, precisa fazer exame de densitometria óssea.

Além dos exames, é importante seu médico ser bom. Tente conseguir indicação, se não tiver referência, avalie se você o considera experiente, atencioso. E é muito importante que ele seja o tipo de médico que põe a mão em você. Se o seu médico não te apalpa, arrume outro. Tem muitas coisas que os exames de laboratório não mostram.

Tenho uma pessoa próxima que está com um tumor maligno na tireoide. Nenhum exame de sangue mostrava, e ultrassom na região do pescoço não é exame de rotina. Quem descobriu foi o cardiologista, porque ele é daqueles médicos que apalpam o paciente.

Eu tenho um tumor no seio que tem 97% de chance de ser benigno, mas o ultrassom e a mamografia não mostravam. Quem descobriu foi minha ginecologista, me apalpando. Ela achou que tinha algo, pediu ressonância magnética (outro exame horrível), e apareceu. Agora é monitorar de 6 em 6 meses.

E fora os check ups, cuide- pra tirar notas altas nos exames. Todo esse papinho sobre alimentação saudável e exercícios físicos é verdade e faz toda a diferença.

É seu corpo. É mais do que seu corpo, é você, seu corpo também é você. Se você não cuidar de você, quem vai cuidar?