Reformas de móveis, home office, coifa, persianas

Moro há 10 anos neste apartamento e passo muito tempo em casa. Eu e o Cris somos dois capricornianos, então já viu. Nossa mesa de jantar era da mãe do Cris, um dos sofás era da avó, o outro sofá, a mesa da copa e a cristaleira são do primeiro casamento dele, nossa cama é de madeira e couro, bonita, mas de segunda mão, os móveis da cozinha são o que veio no apartamento. Estou contando isso pra explicar que somos simplórios e não investimos muito na casa. O maior luxo do apartamento é um sofá de couro da Lafer reclinável, que a gente comprou quando fomos montar o apartamento. Pegamos uma dessas promoções de 50% de desconto e ainda assim era caro, mas valeu a pena.

Passei anos (não é figura de linguagem, foram anos mesmo até decidir mudar alguma coisa) olhando pra sala e pensando em como melhorar as coisas sem gastar muito. O primeiro critério não era beleza, e sim praticidade e ter um espaço onde coubessem três computadores. Os outros cômodos são mais simplórios ainda, meu quarto por exemplo não tem nenhuma decoração, é só uma cama, dois criados mudos, um espelho e dois mancebos.

Em 2013 troquei os tecidos de dois sofás, das cadeiras, coloquei persianas na sala e coifa na cozinha. Em janeiro de 2016 compramos um conjunto de mesa pra Home Office de 3 pessoas. Em junho finalmente reformei a mesa de jantar (que estava horrível, com o tampo descascando), troquei o tecido de um dos sofás e refizemos o sinteco do piso da sala. Foi muito tempo olhando fotos de Pinterest e sites diversos pra decidir o que fazer, vou compartilhar o resultado e o que aprendi. Não espere nada incrível, foi o que eu consegui fazer comprando o mínimo possível e reformando coisas 🙂

Minha sala: antes e depois

reforma-moveis_00

reforma-moveis_00-b

reforma-moveis_09

(Nada como contar com o melodrama de uma foto feita no dia que você volta de viagem e abre as malas na sala)

 

Sofás

Antes e depois dos dois sofás:

reforma-moveis_13 reforma-moveis_13-b

reforma-moveis_14 reforma-moveis_14-b

Se você tem bons sofás, vale a pena trocar o tecido. Eles ficam com cara de novo, e você tem certeza de que a estrutura é boa. Mesmo que o sofá estiver meio mole, o tapeceiro pode reestofar e volta a ser firme. Reformei meus sofás duas vezes, em 2013 e agora em junho. Em junho foi mais por capricho, o tecido estava em bom estado mas eu não consegui resistir a mudar a cor, sabia que a sala ficaria muito mais harmoniosa, e nem entendia por que não tive coragem de mudar a cor da primeira vez (em 2013 pus laranja porque antes o sofá era laranja, falta de criatividade).

Fiz o serviço com o tapeceiro Armando Siqueira: 11 98213-2629. É um senhor muito simpático e tranquilo.

Ele vem na sua casa, desmonta o sofá (no meu caso, senão não passava no elevador, tem que tirar os braços do sofá), faz o serviço, traz de volta e remonta. Em 2013 paguei R$ 1.400 para ele reestofar e trocar o tecido, e agora em 2016 paguei R$ 1.100 para só trocar o tecido do sofá que era laranja e ficou cinza.

Em 2013 troquei o tecido do sofá branco que ganhou estampa floral cinza. Custou R$ 600, tudo tem zíper feito bem no capricho.

Esse é o valor da mão de obra dele, o tecido você deve entregar, ele te fala quanto precisa comprar. Da outra vez ele tinha recomendado comprar na Aladim Decorações, no centro, e em 2013 encontrei um bom jacquard e um outro tecido encorpado, mas neste ano não havia boas opções para cinza liso, acabei comprando um suede no Lamostra tecidos, na Delfina 346. Não foi barato, mas o vendedor me garantiu que era um tecido de ótima qualidade, que pode até ser lavado, diferente da maioria dos tecidos de sofá. Cheguei a olhar sites das lojas do Itaim, mas sem condições.

 

Reforma de móveis

Em São Paulo é terrível reformar móveis. Nossa mesa de jantar é um móvel de família do Cris, uma mesa da década de 1970 com um projeto genial: pode ser uma mesa de 4, 6 ou 8 lugares. Muito prática, não tem nada parecido pra vender.

reforma-moveis_12

O problema é que o tampo estava feio. O Cris disse que foi a gente que estragou, eu não lembro, mas fazia anos que estava assim:

reforma-moveis_01 reforma-moveis_02

Minha sogra estava inconformada, teve uma vez que ela disse “eu vou consertar a mesa de vocês”, e tentou achar uma loja, mas as lojas são péssimas no atendimento. Uns anos atrás, a única que respondeu meu email pediu R$ 3.000, eu deixei pra lá. E um tempo depois, minha sogra falou que tinha achado uma loja que consertava (Studio Glória, acho), que era pra eu mandar as fotos e as medidas, mandei, nunca responderam.

Neste ano mandei email com fotos e medida da mesa pra tudo quando é site que encontrei, de lojas de reformas em São Paulo. Mandei pra uns oito. Só duas responderam: uma que trabalha com laca (pinturalaca.com.br), outra foi a Ritorna (ritorna.com.br).

A gente estava querendo fazer um tampo de laminado preto, porque imaginamos que a alternativa de outra folha de madeira era cara demais.

Considerei a laca, mas depois descobri que é um material relativamente frágil. Pode ser usado num aparador, num armário que fica num canto, mas pra uma mesa de jantar seria fácil riscar.

A Ritorna disse que podia colocar o laminado, mas também me ofereceu a possibilidade de procurar uma folha de madeira que combinasse. Eles também podiam consertar as cadeiras, que estavam frouxas, algumas moles com risco do sentante cair. Fui até a loja deles, conheci a Ana, conversei com ela, decidi fazer o serviço com eles.

Ficou R$ 1.100 pela mesa, e mais R$ 200 o conserto de cada cadeira.

O atendimento foi bom e atencioso, mas o serviço não deu muito certo. Entregaram às vésperas da viagem pra Romênia, e quando voltamos e montamos a mesa, vimos umas leves bolhas por baixo da folha, e umas fissuras. Mandei fotos pra Ana, ela não questionou nada, disse que ia mandar retirar e refazer.

reforma-moveis_03

reforma-moveis_04

reforma-moveis_05

A mesa voltou muito melhor, mas não perfeita. De novo, uma das partes da extensão da mesa estava cheia de fissuras, como se a folha colocada fosse fina demais. Não tive coragem de pedir pra refazer de novo, mas então a Ana entrou em contato pedindo fotos da mesa montada, pra eles colocarem o antes e depois no site, eu tinha falado que mandaria. Acabei falando pra ela das fissuras, e a resposta foi que minha mesa é muito antiga, a madeira é ressecada, e qualquer folha que colocar vai acontecer esse problema.

Talvez porque ela seja toda simpática, ou porque eu tento evitar ao máximo os desgastes, falei que não ia discutir, mas que achava que teve um erro de comunicação. Se havia esse risco do tampo ficar com fissuras, ela devia ter me falado antes. Eu tinha pensado em fazer de laminado, ela que falou da possibilidade de achar uma folha de madeira, mas não falou “de que ano é a mesa? Se for muito antiga e a madeira estiver ressecada, corre o risco de ficar com fissuras”. Nem sei se isso é verdade, ou se é problema da folha que eles colocaram ser fina demais mesmo, sei que foi essa a explicação dada.

Minhas cadeiras ficaram firmes, e minha mesa não está feia, mas está com defeitos bem visíveis. Não sei se seria diferente na loja que queria me cobrar R$ 3.000 em 2013.

Acho que eles são capazes de fazer bons serviços, talvez eu só tenha dado azar, mas não sou capaz de indicar uma loja de reforma de móveis, da forma como posso recomendar os serviços do s. Armando.

Mesa reformada, expandida para 8 lugares, mas nesta foto só com 6 cadeiras:

reforma-moveis_06

Mesmo refazendo o serviço, o tampo voltou com as tais fissuras na folha de madeira:reforma-moveis_07

 

Home Office

O Cris tem uma mesa de madeira incrível, de 1,90m, muito sólida, dessas que dá pra sentar e fazer outras coisas nela. É de madeira maciça e tampo preto laminado. Mas não cabem três pessoas com computadores, só duas, meio apertado.

Eu, o Cris e o Daniel ficamos muito tempo com os computadores, e queremos ficar juntos, então tivemos que investir em móveis novos. Pesquisei bastante, e por fim decidi comprar umas mesas da Tok Stok da linha Metric. Uma mesa de 1,60×0,75m em que cabem duas pessoas um pouco apertado, uma quadradinha de 0,75 onde eu fico, uma de 1,20×0,40m como mesa lateral pra ficar a impressora. As três saíram por R$ 2.500 em agosto de 2015. Não foi a opção mais barata, mas foi o que combinou praticidade, as medidas da sala, conforto e estética.

reforma-moveis_11

Estamos com desktops. Pensei bastante entre desktop e notebook, e depois reconheci que a maior parte do meu trabalho é em casa, e com o mesmo dinheiro que você gasta num notebook, você consegue um desktop bem mais potente. No meu caso, um pouco mais caro porque a gente queria placas de vídeo para jogos, tenho uma GTX 950, Intel i5, 16GB de memória, 2TB de HD, disco SSD pra inicialização. Não sei dizer quanto custou, a gente trouxe o chip, as memórias e o HD dos EUA, montou aqui.

O monitor também comprei aqui. Um LG ultrawide 21:9 de 25 polegadas, pensando nas situações em que estou desenhando e olhando pra uma imagem. Acho que paguei R$ 690 no início do ano.

Temos cadeiras da Giroflex. Acho que uma boa cadeira é um dos melhores investimentos pro seu Home Office. No Pinterest sempre aparecem fotos de home office com aquelas cadeiras bonitas de pés palito, mas acho isso besteira. Se você vai passar horas sentado, devia comprar uma cadeira boa de assento confortável que você pode regular altura e inclinação.

 

Persianas

Meu apartamento tem janelas grandes, e a primeira vez que troquei o tecido do sofá laranja que agora é cinza, ele estava bem desbotado de sol. Infelizmente perdi o nome da loja, mas posso dizer que fiquei satisfeita com essas persianas rolô. Clean, bonito, prático, protege do sol e diminui a luminosidade da sala, algo que às vezes atrapalhava a TV ou os monitores de computador.

Dá pra ver na foto anterior.

 

Coifa

No final de 2013 comprei uma coifa na Casa das Coifas. O vendedor marcou visita, viu minha cozinha, expliquei que faço frituras pesadas como hambúrguer, ele desenhou um projeto, mostrou o preço, falou como o equipamento é potente, que puxa uma folha de papel, pra não me preocupar com a fumaça. Explicou que a coifa funciona como um ar-condicionado, e que a cozinha precisava ficar com porta e janelas fechadas.

Primeira vez que fui fritar hambúrguer, seguindo as recomendações, quase sufocamos com a fumaça. Entrei em contato, mandei fotos, eles vieram fazer uma reforma, pra deixar a coifa posicionada mais em cima do fogão, estava um pouco deslocada pra trás (isso porque no dia que o vendedor veio aqui, falei desse ponto e ele disse que não tinha problema porque o equipamento era muito potente).

Conclusão: minha coifa serve para cozimentos leves, mas não aguenta um bife ou hambúrguer. Acho que valeu a pena, a gente usa, a cozinha fica bem menos engordurada, mas não foi como o vendedor falou. Paguei R$ 1.760. Não sei se outra marca ou loja poderia ter feito melhor. Pode rir de quem acredita em papo de vendedor…

Primeiro hambúrguer:

casa-das-coifas-01

De que adianta o vendedor da Casa das Coifas vir até sua casa, analisar a cozinha, desenhar o projeto, ver a posição do seu fogão, te dizer não se preocupe, o equipamento é potente, ele puxa uma folha A4, não, não tem problema seu fogão ser um pouco pra frente, você paga R$ 1.760, daí você vai fritar um hambúrguer e acontece isso?casa-das-coifas-02

 

Lava-louças

vale-a-pena-ter-lava-louças_08

Foi um dos melhores investimentos que já fiz. Uma Brastemp Active 12 serviços. Cozinho mais em casa, gasto menos em restaurante depois que comprei a lava-louças.

Demorei anos pra comprar porque via as pessoas lavando a louça antes de colocar na máquina, e isso parecia trabalho em dobro, mas descobri que isso é coisa de máquinas antigas. As novas aguentam muito desaforo. Compre a maior que couber na sua cozinha, porque mesmo que vocês sejam só em 2 pessoas, as panelas e travessas são objetos volumosos.

Post com detalhes e fotos aqui: http://claudiakomesu.club/vale-a-pena-ter-lava-loucas/

 

Conclusão

Ainda falta bastante coisa pra arrumar no apartamento. Na verdade, está meio ridículo porque já faz quase 2 meses e ainda não coloquei os livros de volta na estante, talvez porque eu não tenha certeza se eles deviam ficar aqui. Da última vez que o irmão do Cris veio aqui perguntou se a gente estava de mudança, porque tem essa estante vazia.

Gosto da sensação de espaço e amplitude, por isso tirei a cristaleira da sala, foi pra copa, e estou relutando em pensar em quadros pras paredes, mas acho que vamos imprimir alguma foto zen pra colocar acima do sofá cinza.

Não está concluído, mas achei que todas as mudanças valeram a pena. O apartamento está com um ar mais moderno, clean e organizado. Se você também busca isso pro seu apê, a dica é cores neutras, móveis baixos, pensar bastante o que vai nas paredes, tentar tirar o máximo possível de objetos visíveis do ambiente, mesmo almofadas.

Quando eu terminar de arrumar a sala atualizo este post.