Por que eu sou feminista

Porque acredito que homens e mulheres deveriam ter os mesmos direitos, sociais, sexuais, políticos e econômicos.

Porque acredito que nenhuma pessoa ou grupo de pessoas deveria ser subjugada, humilhada, tratada como objeto só porque eu tenho poder para mandar elas fazerem o que eu quiser.

Porque acredito que homens e mulheres são iguais em suas capacidades e potenciais intelectuais, emocionais e humanitários.

Porque reconheço que as mulheres têm sido subjugadas e tratadas de forma desigual desde que as sociedades começaram a se formar, e que é preciso falar dessa desigualdade para que possamos acabar com os discursos e mecanismos que fazem a mulher ser vista como inferior, incapaz, objeto de uso e de posse.

Porque odeio os moralistas, principalmente no quesito controle sexual – quem come quem, quem dorme com quem, quem faz o quê, se é homem com homem ou mulher com mulher ou suruba, se é branco com negro, se é swing, SM, fisting, etc.

Pra mim qualquer adulto deveria ter total liberdade pra ter prazer como quiser, com quem quiser, desde que seja tudo consentido entre os envolvidos (obviamente, exclui pedofilia e outras situações que envolvam abuso de pessoa incapaz de julgar a situação).

Porque eu gostaria de dizer, pra todo mundo que fica na fofoca recriminatória velada ou aberta sobre a vida sexual dos outros, “vai todo mundo tomar no cu”. A vida sexual das pessoas só diz respeito a elas.

Porque acredito que nenhuma pessoa, especialmente as mulheres, deveria ser obrigada a deixar de fazer algo – principalmente sair ou se divertir, por receio de que a polícia moralista especule se ela está tendo um caso ou não com o rapaz ou homem ou garota com quem saiu.

Porque acho o fim da picada os discursos religiosos que podem falar as maiores besteiras e idiotices, tudo com o objetivo de tentar frear e tolher a sexualidade das pessoas.

Porque eu gostaria de bicudar a canela das pessoas (pra dizer o mínimo) que lutam para que o aborto não seja legalizado no Brasil, que panfletam coisas como “a mãe que se vire, engravidou porque quis, é pecado tirar uma vida”.

Nas pesquisas sobre feminismo, um site que parece muito bom: https://bitchpop.wordpress.com/2015/03/11/ressaca-do-dia-da-mulher-ou-porque-devemos-todos-ser-feministas/

Vídeo bem legal da Chimamanda Ngozi Adichie, com direito a frases como:

“E meu amigo me falou ‘você é uma feminista’, mas o tom não era de elogio, era como se ele me falasse ‘você apoia o terrorismo’ “

“E esse jornalista me deu um conselho… disse que eu não deveria me intitular feminista, porque feminista é uma mulher triste porque não tem marido”