Hoje Trump. Talvez amanhã Bolsonaro.

dear-americans

A tal mensagem do povo alemão é engraçada, mas vi que não é assim que me sinto. Ontem passei o dia imprestável, como se fosse comigo. Lendo artigos do NY Times, do The Guardian, vendo a caixa de comentários do Wait But Why — um dos poucos blogs que eu leio. O autor escreveu um texto “It’s going to be okay”, e foi massacrado pelos leitores.

Me sinto grave, com a cabeça pesada, sombria, como se tivesse acontecido no meu país.

Daí à noite leio a notícia de que Jair Bolsonaro – o Bolsonaro, anunciou a candidatura pra presidência do Brasil em 2018. Li no G1. Um monte de comentários apoiando e dizendo coisas como “Meu presidente! Tem meu voto, o da minha família, dos meus filhos, dos meus amigos”, e 500 pessoas curtindo a frase. Juro.

Bolsonaro. A criatura que fala frases como estas abaixo.

Mesmo que você não tenha qualquer carinho ou ligação emocional com os Estados Unidos (eu tenho muito. Acho que é meu país favorito. Se tivesse dinheiro e o Green Card iria pra Califórnia), vou dizer que não há nada para rir ou desprezar sobre a eleição de Trump. A batalha pela Terra Média continua feroz, e em 2018 existe sim o grande risco de uma criatura como Bolsonaro vencer.

Algumas frases de Bolsonaro:

1. “O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Jair Bolsonaro, em discussão com manifestantes)

2. “Pinochet devia ter matado mais gente.” (Bolsonaro sobre a ditadura chilena de Augusto Pinochet. Disponível na revista Veja, edição 1575, de 2 de Dezembro de 1998 – Página 39)

3. “Seria incapaz de amar um filho homossexual. Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí.” (Jair Bolsonaro em entrevista sobre homossexualidade na revista Playboy)

4. “Não te estupro porque você não merece.” (Jair Messias Bolsonaro, para a deputada federal Maria do Rosário)

5. “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados” (Bolsonaro para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra ou com homossexuais)

6. “A PM devia ter matado 1.000 e não 111 presos.” (Bolsonaro, sobre o Massacre do Carandiru)

7. “Não vou combater nem discriminar, mas, se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater.” (Afirmação de Jair Bolsonaro após caçoar de FHC sobre este segurar uma bandeira com as cores do arco-íris)

8. “Você é uma idiota. Você é uma analfabeta. Está censurada!”. (Declaração irritada de Jair Bolsonaro ao ser entrevistado pela repórter Manuela Borges, da Rede TV. A jornalista decidiu processar o deputado após os ataques)

9. “Parlamentar não deve andar de ônibus”. (Declaração publicada pelo jornal O Dia em 2013)

10. “Mulher deve ganhar salário menor porque engravida” (Bolsonaro justificou a frase: “quando ela voltar [da licença-maternidade], vai ter mais um mês de férias, ou seja, trabalhou cinco meses em um ano”)

As 10 frases mais polêmicas de Jair Bolsonaro