Depois que se fode, não sabe por que

Queria te pedir uma coisa. É que minha chefe pede pra gente tirar foto de alguns atendimentos, será que eu poderia tirar uma foto com você? Não sei por que ela pede isso, mas sei lá, ela pede…

– o rapaz simpático, loiro de olhos azuis, mais de 1,80, que estava há 20 minutos tentando transferir minha agenda de contatos pro celular novo

Claro, sem problemas.

Já estávamos sentados lado a lado, nos aproximamos um pouco, sorri, ele fotografou. Não gostou da cara dele, tirou outra foto, perguntou se pra mim estava bom, falei que estava ótimo. Ele comentou que a cara dele tinha saído com brilho na testa. “Faltou o pancake”, “o que é pancake?” expliquei, “ah, nunca tinha ouvido falar”, “provas de macheza… mas agora, já pode impressionar numa conversa gay”, “É, falar a marca favorita de pancake”.

Só umas horas mais tarde me ocorreu que depois que sua foto aparece pela internet, com frases do tipo “já comi muito”, não se sabe o porquê. Mano é mano, mané é mané.