Capricórnio é café preto e amargo

Texto de João Acuio, que recebi da Nadiajda. Com destaques meus do que considero frases importantes pra você entender um capricorniano, ou pelo menos tentar se conformar que é assim mesmo…

(A foto de abertura sou eu na Austrália, feita pelo Daniel com uma Olympus TG5, modo Keyline I, que dá esse efeito de desenho).

Sobre o signo de Capricórnio

“Alma a gente ganha com o tempo. Com muita luta e com muito empenho. Passo a passo, compasso a compasso, degrau por degrau. E algumas quedas. Saturno, regente de Capricórnio, é o dono da areia da ampulheta. E da escada. O tempo é a forja do caráter. Das escolhas feitas, o material de que é feita a escada. E os tombos do alto dela.

Capricórnio não derrama afeto. Capricórnio não tem fossa lacrimal.

A Cabra-da-Montanha não tem tempo para perder pedindo conselhos, como faz insistentemente o signo da Libra. Capricórnio é quem faz as perguntas necessárias.

Capricórnio é velho e pessimista. Capricórnio é a dor no joelho e na corcunda também.

Capricórnio é osso duro de doer e a escada no fundo do cenário do filme “Ensaio de Orquestra”. “Se não tem estrutura, não suba na escada.” ‘Se não tem senso de humor, não desça para o play”.

Capricórnio é o vão onde se apóia a estrutura. Capricórnio é a estrutura do próprio vão.

Sagitário é um signo orientado ao movimento, signo duplo, dono de pernas e asas. Já Capricórnio é um signo cardinal, abre uma estação, a do inverno.

A Cabra é orientada à liderança, a erguer, a fazer. A erigir um castelo, um mundo, uma utopia a partir e em torno de si. Por isso o poder e suas relações é o outro nome de Capricórnio. Ninguém ergue uma cidade sozinho, sem relações, sem fazer política. E depois é o signo de Libra que é o signo diplomático etc e tal.

A Cabra-da-Montanha tem cascos. Um signo frio e seco, privilegia a razão do que os arrebatamentos. É o anti-Câncer, já que não vê com bons olhos a cheia das emoções. E isso não é um julgamento de valor, mas sim de natureza.

A Cabra habita regiões secas e pedregosas, e não habitats férteis e úmidos como o Caranguejo. Capricórnio é forte como um pé-de-cabra, mau encarado e mau humorado como um velho bode, resistente como um estômago capaz de triturar pedra. A Cabra não tem fossas lacrimais.

Manílio diz que Capricórnio é aquele que doma o fogo.

Signo onde tem a exaltação de Marte, temos aqui alguém que entende que a vida é um “transformar de metais”. O caráter se forja na bigorna do tempo, a ambição se realiza administrando a vontade, o fogo da alma e do corpo. Não se trata de deixar ir vivendo, mas sim direcionar, administrar, domar o fogo da vida, para não se ter uma biografia em vão.

Também é em Capricórnio que teremos o contato evidente com as sombras recalcadas do mundo, isto é, o poder e a sexualidade.

Saturno, regente de Capricórnio, é dono da última esfera celeste visível a olho nu. Todos os planetas são sulcos de um imenso LP. Saturno é a faixa mais distante do observador. E, por isso, é o senhor dos limites.

Saturno não tolera quem fiquem aquém dos seus limites e também não vê com bons olhos os que querem ultrapassar os próprios limites ou os da sociedade sem esforço, planejamento e negociação. Tudo tem justa medida. Não tão aquém, nem tão além. A medida é o compasso do tempo e da história. Capricórnio oferece morada a Saturno, a esta dimensão, que constrói e destrói coisas belas.

Capricórnio é associado a metas de médio e longo prazo. Quando se está no verão é preciso pensar no inverno. E vice-versa. Porque é assim se aproveita o tempo e se constrói algo na vida.

Vive-se a vida na terra e não em bolhas de sabão, é o que o Capricórnio nos ensina. E nos ensina também que a loucura, os lampejos melancólicos atribuídos a Saturno, assim como as lacunas, os defeitos, os demônios, todos estes são matéria-prima e bruta a ser erguida na terra em direção ao céu.

Todo Bode merece o nosso respeito. Onde dói é que está o metal mais precioso.

Talvez você não saiba, mas Capricórnio tem humor ótimo. Ótimo humor negro. Humor que beira o melancólico e o sarcástico.

Capricórnio é forte porque tem um propósito. Tem um propósito porque é forte. Quem veio primeiro? A Cabra ou o norte? “Qual o propósito da sua existência?”, na lata pergunta o Bode

Capricórnio é um signo que lida com o poder, afinal, é regido por Saturno, o senhor do mundo porque dono do tempo. E o tempo é a única coisa que compartilhamos embora não nos pertença. A nossa biografia é que pertence ao deus Tempo. A Cabra, ao subir uma montanha, aproveita seu tempo e amplia seus horizontes e limites de resistência. O poder capricorniano consiste em aprender e apreender o metal e o mel de cada etapa da vida.

São doze os signos. Capricórnio ocupa o décimo lugar da roda do zodíaco. Localiza-se entre Sagitário e Aquário.

Capricórnio, a Cabra, traz o solstício de inverno, quando há a noite mais longa e o dia mais curto do ano.

Capricórnio traz o frio e a secura, a severidade e os obstáculos dos dias cobertos de neve. O inverno, a estação do frio, segundo a tradição, é de temperamento fleugmático, fria e úmida.

Capricórnio é quem abre a estação do inverno, os demais signos que formam a estação fria e úmida, são Aquário e Peixes. No entanto, Capricórnio é um signo da Terra, frio e seco, isto é, melancólico, um signo racional dentro de uma estação sentimental.

Por abrir a estação do inverno, Capricórnio é um signo cardinal, assim como Áries, Câncer e Libra. Os signos que abrem as estações possuem o atributo da liderança. Capricórnio escala a ambição.

Touro, Virgem e Capricórnio formam a Triplicidade da Terra. A Triplicidade da Terra é chamada de melancólica. E o temperamento melancólico é frio e seco, perseverante e disciplinado.

Capricórnio é signo melancólico de estação fleugmática, o que lhe confere frieza e racionalidade, e capacidade adaptativa. Em outras palavras, Capricórnio tem forte senso diplomático. A Libra está na décima a partir da Cabra.

Capricórnio é um signo feminino ou frio, sinônimo de contido, tímido, observador. Os demais signos frios são os da Terra e os da Água.

O signo equidistante, ou oposto a Capricórnio, é o signo do Caranguejo.

Capricórnio almeja chegar no signo da Libra. A Balança é a 10 a partir de Capricórnio.

O signo espelho de Capricórnio, a antíscia, é Sagitário. E, realmente, tanto um quanto outro habita grandes pretensões.

Capricórnio tem Gêmeos como contra-espelho, a contraantíscia. Nada tira da cabeça da Cabra que os irmãos do signo de Gêmeos são uns fanfarrões.

Capricórnio oferece exílio à Lua. Não há espaço para sentimentalismos no signo dono das montanhas.

Capricórnio exalta Marte. Capricórnio aprecia estratégias de guerra e demonstrações de força. Tudo é uma questão de disciplina, perseverança e inteligência estratégica.

Capricórnio empodera Saturno. É o seu domicílio noturno, já que a morada diurna é em Aquário. Capricórnio tem Saturno como seu planeta regente. Por isso a disciplina, a cautela e a racionalidade são valores fundamentais tanto para Saturno quanto para Capricórnio.

A Cabra é café preto e amargo.”