As vantagens de ser invisível

“Você pegou o livro?”

“Tentando. Ainda não consegui transformar num PDF e mandar pro Kindle” (depois descobri que não consigo mesmo, no Scribd cada editora-autor pode escolher se vai deixar disponível o PDF. Só posso ler pelo celular ou pelo computador).

“Você gosta desses personagens meio losers..” – devo ter olhado com uma cara meio ameaçadora, porque o complemento veio rápido – “… que não são losers de verdade”.

Claro que gosto.

Gente que começa loser na vida mas depois encontra transcendência e felicidade tem tudo a ver comigo, é o motivo de manter um blog como este, pra desenquadrados.

Não gosto de personagens losers de verdade. Gente ou personagens que sem mantêm cabeçudos, burros, tapados, feios, mesquinhos, limitados, fechadinhos na caixa – desses eu não quero saber. Mas diga uma palavra, uma palavra que mostre que você quer mudar, mostre que você quer uma vida diferente, e já terá minha compaixão.

Era para eu ter visto o filme no cinema, mas na época meus amigos não se interessaram em ver, e acabei não indo sozinha. Faz tempo que está no Netflix, e nesta semana finalmente decidi ver. Vale a pena mesmo.

Pra quem viveu os anos 90… ainda não decidi se é um gostinho a mais ou uma dor a mais. Saudades das músicas, das fitas cassete com os nomes das músicas escritas em letras minúsculas, da ideia de se fazer uma seleção de músicas pra uma pessoa especial como um presente, dos bailinhos, das festas nas casas dos amigos, de tantas tardes e noites com os meus amigos na casa dos meus pais, das tardes passeando pelas ruas. Mas também tem as lembranças do que é não se sentir popular, nem bonita, nem legal. De achar que a felicidade dos filmes não é pra você.

Vou ler o livro, depois falo dele. Talvez demore um pouco. Não sei o quanto a leitura vai render via celular ou notebook. No Kindle rende muito, mas agora estou com Criação, do Gore Vidal, pra reler, e também algumas coisas do Maugham e do Fitzgerald.

 

A famosa cena da dança, que uma amiga querida me falou que pensou em ter na festa de aniversário:

 

Coreografia inteira:

 

Amadores 🙂