Aos que vivem na mesquinharia da miséria sexual, enchendo o saco da vida dos outros, eu digo: vão se foder

Então aconteceu de eu postar fotos de um passeio num lugar bonito, feito com amigos queridos. Uma das pessoas divulgou uma foto do lugar bonito e disse “vejam a beleza desse lugar”. Comentei “o certo teria sido você usar esta foto” – e mostrei uma que tinha o cenário, e esses amigos queridos juntos, sentados um ao lado do outro – como exemplo de coisas bonitas.

Sabem o que aconteceu? A pessoa decidiu apagar tudo, porque recebeu um comentário no inbox “tá pegando o cara da foto?”, sendo que eles estão lá apenas sentados um ao lado do outro. Não era nem a minha foto com esse amigo, em que a gente passou o braço por cima do ombro do outro, aproximamos as cabeças e sorrimos pra câmera.

Se você é do tipo que acha que não existe amizade entre homem e mulher, que se dois amigos tiram uma foto sentados um ao lado do outro só pode significar que eles estão tendo um caso, read my lips: vai tomar no seu cu. Se você vive uma vida de miséria sexual o problema é seu, se você vê maldade em tudo o problema é seu, se você acha que estar próximo, ou mesmo que um abraço ou carinho é algo que só pode acontecer entre pessoas que estão tendo relações sexuais, você é um cretino.

Este é um assunto que me deixa muito brava, e que faço questão de panfletar, mesmo que seja por algumas horas – caso um dos amigos peça pra eu apagar. Mas pelo menos por algumas horas vou dizer publicamente: não vivemos num país nem uma época em que é errado haver proximidade física entre homens e mulheres. Se fosse cem anos atrás, se fosse em outro país, posso entender que era um escândalo tocar a mão de uma mulher em público, ainda mais se ela é casada com outro homem.

Mas o aqui e agora é Brasil-brasileiro-terra-de-samba-e-pandeiro-ano-2014. Ser calorosos e carinhosos é uma das características do nosso povo, e que encanta gente do mundo todo. Somos mamíferos e gostamos de contato físico. Somos menos idiotas do que outros países – nesse aspecto e, em geral podemos manifestar que gostamos de alguém com um abraço, com proximidade, com um carinho – sem que isso precise ter conotação sexual e de traição aos respectivos cônjuges.

O filho da puta que fez minha amiga apagar a foto, e que provavelmente fará ela se preocupar em não ter nenhuma foto que possa suscitar de novo esse tipo de comentário, ou que talvez faça ela até manter distância física dos amigos homens – para evitar que alguém fale merda – você que fala esse tipo de idiotice é uma das grandes pragas da humanidade, é alguém que contribui pro mundo ser pior, e sinceramente espero que um dia você seja capaz de enxergar o quanto sua postura mesquinha faz mal pro mundo.