“A delação premiada é um tipo de tortura”

A leviandade em se usar frases impactantes é um recurso comum da guerra política. Mas nunca deixa de me impressionar pela cara de pau e falta de caráter dos autores.

Nos meses que trabalhamos para ter uma Portaria Normativa estadual de observação de aves, um dos meus colegas declarou num grupo aberto do Facebook “a Portaria vai obrigar todo birdwatcher a contratar uma agência de turismo sempre que for passarinhar”.

Isso seria uma situação medonha, um total desrespeito à liberdade das pessoas. Perguntei várias vezes “de onde você tirou essa ideia? Por que você está falando isso?”. Nunca me respondeu. E eu nunca vou esquecer, ainda mais porque ele é uma pessoa importante e influente, que tentou acabar com nosso trabalho e aterrorizar os outros birdwatchers nem sei por quê.

Acompanhando as notícias sobre a crise política, vejo as mesmas posturas, a mesma leviandade no uso das palavras.

O deputado do PT Wadih Damous declarou que a delação premiada é uma forma de tortura, de extorsão. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/03/1751896-para-delegados-federais-declaracao-de-ministro-e-ameaca-a-pf.shtml

E não foi o primeiro a declarar isso. Faz pelo menos um ano que eles usam esse argumento, alguns dizendo que inclusive houve tortura física.

 

A tortura é um método em geral bem eficaz pra se conseguir informações, ou pra divertir os sádicos. Dizem que é usada rotineiramente em diversas delegacias, foi muito usada na ditadura, isso sem precisar falar de épocas mais antigas.

Agora pare pra pensar: vocês realmente acham que se algum desses presos da Lava Jato tivesse levado um tapa na cara, não teria alardeado pra Deus e o Mundo? Qual a probabilidade de um desses engravatados ter apanhado, ou sofrido privação de água comida, ter a família ameaçada, impedido de ir ao banheiro ou coisas do tipo e ficado quieto?

Os opositores das investigações usam as palavras tortura, ditadura com uma falta de  propriedade nojenta, porque sabemos que não é ignorância em conhecer o sentido da palavra, e sim uma tentativa de manipulação do público. Uma manobra para tentar acabar com as delações e diminuir a eficácia no combate à corrupção.

— x —

Sou apenas uma pessoa comum lendo notícias de portal, não tenho nenhuma informação privilegiada ou de primeira mão. Mas é tão absurda a ideia de os executivos e políticos estejam sendo torturados pela polícia e se calando que só me sobra a hipótese de que é técnica suja dos que trabalham pelo fim da Operação Lava Jato.

Acho que já consegui explicar que é muito improvável ter acontecido tortura física. Alguns dizem que é tortura psicológica. Veja o que a Wikipedia diz sobre tortura psicológica:

“São utilizadas técnicas “no touch” (sem toque), que não provocam dor física nem sinais físicos aparentes de que a tortura foi realizada. Situações são criadas para provocar o enfraquecimento psicológico do preso e quebrar o seu caráter. Isolamento, privação das necessidades fisiológicas básicas, como comer, beber e o sono. Exposição forçada da nudez, cobrir com fezes ou urina o rosto e o corpo do prisioneiro. Privação ou confusão sensorial. Forçar a ficar em uma só posição por longos períodos. Ameaças de aplicação de dor física. Para um preso, é muito pior temer que a dor aconteça do que realmente experimentá-la”.

Vocês acham que algo parecido com isso aconteceu com o pessoal da Lava Jato?

Também são descritas situações de manipulação em que uma pessoa calunia você, pra te isolar de todos seus amigos e conhecidos.  Isso até poderia ser mais parecido com a situação, se não fossem os seguintes detalhes:

– as acusações não são levianas. Há diversas provas de que as pessoas roubaram. Se não fosse verdade, não teria por que o condenado concordar com uma delação premiada.

– “Conte quem mais participou do esquema, e podemos diminuir sua pena. Em vez de 20 anos de prisão, podemos negociar (sei lá) 10, com chance de você ter prisão domiciliar depois de cinco anos”.

– “Temos evidências contra você, que comprovam que você recebeu xxxx milhões de reais. Você vai preso, vamos congelar seus bens, vamos conseguir repatriar o dinheiro que você mandou pra Suíça. Colabore com a investigação e sua pena será diminuída”

Isso é tortura psicológica? Isso é extorsão?

 

É como se fosse o tribunal da Índia que concordou com a ideia de que se uma esposa se recusa a fazer sexo com o marido, isso é um tipo de tortura e ela pode ir presa. (Mas quando o marido estupra a mulher, não é crime. Se a mulher tenta denunciar pra polícia, leva uns tapinhas no ombro e um “tudo bem, tudo bem, agora seja uma boa esposa e volte pro seu marido”).

Os defensores dos condenados da Lava Jato estão nos dizendo que dizer pra um corrupto que se ele não colaborar ele receberá uma pena alta, compatível com a gravidade dos crimes cometidos, é um tipo de tortura, e que a Polícia Federal deveria ser punida por isso.