8 de março, feliz dia das mulheres

Ouvi falar de uma história abusiva. Umas moças da FFLCH que montaram tribunal para fazer julgamento público dos caras. Coisas como, julgar ex-namorado, e falar “você é culpado porque você me forçava a fazer sexo. Eu não estava muito a fim, mas você forçava, dizia que se eu não fizesse ia terminar o namoro”.

O quê?

“Ele me ameaçou com uma faca” é forçar alguém. Ou naqueles lugares em que terminar o namoro significa você ser enxotada da casa, não ter onde dormir, não tem dinheiro, não tem comida. Nesse caso também é chantagem. Mas uma estudante universitária dizer que terminar o namoro é chantagem abusiva? Putaqueopariu. Que cretina. Se eu tivesse um namorado que me falasse isso, eu terminaria o namoro. “Quer sexo a qualque hora? Vai pagar uma puta”.

Com certeza há outras moças cretinas e idiotas como essas, mas essa é a história que eu conheço. Conheço pessoalmente o garoto que foi julgado.

— x —

Mas quantitativamente, tenho certeza absoluta que os casos de abusos de homens contra mulheres ganham de 1 bilhão pra 1.

Sou misantropa, mas me dou o trabalho de passar os olhos por caixas de comentários. Não tive coragem de ir ler especificamente os sites que são anti-feministas, acho que não tenho estômago pra isso, mas vejo alguns argumentos pra lá e pra cá.

Posso ser a desinformada pela minha falta de coragem em ir ler os sites anti-feministas. Mas o que vejo nos comentários gerais é um enfado. Gente que critica e reclama do feminismo porque é tãaaao chato. E de novo esse assunto? Ai, essas meninas só querem aparecer. É claro que não existe machismo, veja que as mulheres vivem mais do que os homens. E olha o protecionismo: mulher pode se aposentar mais cedo, mulher tem quatro meses de licença maternidade. Essas mulheres passam dos limites, elas não têm respeito pelas instituições. Esse pessoal é um bando de desocupadas, não têm mais o que fazer, querem ficar fazendo showzinho.

Talvez se eu mergulhasse no assunto eu conseguiria encontrar os argumentos. Mas nas caixas gerais de comentários, as críticas ao feminismo são principalmente na base de “esse assunto é chato”, “esse assunto contribui pra um mundo mais chato”, “a gente não pode nem brincar, nem fazer um elogio pra uma mulher bonita”, “essas mulheres ou meninas fazem tempestade em copo d´água”, “tudo isso é exagero”, “não há respeito pelas instituições”.

Homens e mulheres reclamando da chatice do feminismo. E tenho conhecidos que também são contra o feminismo, porque não é cool.

Não preciso desfilar os exemplos de violência e abusos contra as mulheres. E te juro uma coisa: se você não fica deprimido sempre que pensa na frase “violência e abusos contra as mulheres” você é uma anta desinformada, porque é tanta coisa, tanta, acontecendo o tempo todo em todos os lugares do mundo.

Se essa frase quase não te engole de tão obscena e desesperadora que é, se você não fica down sempre que para pra pensar no quanto as mulheres sofrem você é ou uma criatura realmente burra, ou sem coração, ou que só quer saber de ler notícias do BBB. Ou qualquer opção do tipo.

O feminismo é chato sim. Mas não há outro caminho. É por ele, de forma trôpega, capenga, desconjuntada, vexatória que a gente vai seguir, grão por grão, pra tentar mudar esse cenário de infindáveis violências contra as mulheres.

Dia-da-mulher01

Dia-da-mulher02