4th Man Out

4th Man Out, sobre um cara de 25 anos que decide sair do armário e após uns estranhamentos iniciais, pode contar com o apoio dos seus 3 melhores amigos, que até o ajudam a procurar um namorado. Fofuras do Netflix, antídoto pra alma cabisbaixa que topou com a caixa de comentários da Valadão.

Que uma pessoa religiosa e preconceituosa fale bobagem, você até entende. Mas ver mais de 200 likes no comentário que diz “se a escola do meu filho tentar ensinar essa história de ideologia de gênero eu mudo ele da escola, e se a outra escola tentar eu mudo de novo, e se não adiantar eu coloco num colégio militar”.

Caramba. Caramba. Que droga. O sonho de ver os assuntos de tolerância e respeito à diversidade discutidos na sala de aula… provavelmente não vai acontecer na rede pública. Crianças que teriam a chance de crescerem menos tapadas, sem chances de tratar mal alguém, ou bater em alguém só porque a pessoa tem valores diferentes. Mas não.

4th Man Out é fofo como um conto de fadas com final feliz e te faz sorrir o tempo todo. Mas o filme acaba e só o que eu penso é como os pais conseguem fazer coisas idiotas pra estragar a vida dos filhos.